A origem se deu em 2006, quando um grupo de funcionários argentinos conheceu a difícil situação de algumas escolas rurais do norte do país (Salta e Jujuy), centros com graves carências em sua infraestrutura e serviços básicos (sem água nem banheiros) situados em regiões isoladas e cujos alunos deviam caminhar quilômetros para frequentar as aulas. Seus pés – que calçavam sapatos esfarrapados – ficavam manchados com a terra vermelha do caminho e, por isso, eram carinhosamente denominados pelas suas professoras como “piecitos colorados”.

 

Localmente, a empresa decidiu apoiar e reconstruir as instalações. Essa ajuda inicial e espontânea foi determinante para que, um ano depois, a Fundación Prosegur decidisse unir-se a esse projeto. A experiência na Argentina oferecia um cenário real para testar os efeitos de uma intervenção dirigida a melhorar as condições de estudo de menores provenientes de regiões desfavorecidas.

 

Os funcionários da Prosegur – envolvidos no projeto – foram testemunhas diretas das melhorias conseguidas. Com a reforma dos edifícios e serviços básicos, as escolas recuperavam seu papel como centros de educação, dinamizando de novo a vida na comunidade. No entanto, nesse momento, nossa intervenção se dirigia exclusivamente ao âmbito da infraestrutura e não representava um acompanhamento para os menores em outros aspectos fundamentais de sua educação.

 

Na Prosegur queríamos que o Piecitos Colorados desse um passo e estivesse mais direcionado ao aluno e à comunidade. Além disso, queríamos que nosso impacto na qualidade de vida dos menores fosse importante.

 

Queríamos desenvolver um projeto que interviesse sobre a educação, mas de forma integral, incluindo aspectos como a nutrição, o esporte ou o acesso às novas tecnologias. Almejávamos conseguir o envolvimento das famílias e docentes, para tornar possível a transformação e conseguir, dessa forma, escolas que impulsionassem o desenvolvimento de sua comunidade e que ao mesmo tempo se dispusessem a gerenciar seus próprios recursos.
Com esse horizonte ambicioso, em 2009 nasceu o projeto de Cooperação para o Desenvolvimento Piecitos Colorados.