Piecitos Colorados

Nosso programa de Cooperação para o Desenvolvimento beneficia mais de 5.540 estudantes em sete países da América Latina

Origem e motivação

Nosso projeto tem uma origem muito especial que data de 2006, quando um grupo de funcionários da Argentina aprendeu sobre a difícil situação de algumas escolas rurais no país. Centros com sérias deficiências em sua infraestrutura e serviços básicos (sem água ou sanitários), localizados em áreas isoladas e cujos alunos tiveram que caminhar por quilômetros para assistir às aulas. Seus pés - através de seus sapatos velhos - estavam manchados com a terra vermelha da estrada, então seus professores os chamavam carinhosamente de "piecitos colorados".

O apoio local a essas escolas constituiu o germe desse porgame de caráter integral que a Fundação Prosegur profissionalizou e estendeu aos demais países da América Latina onde nossa empresa atua. Os próprios funcionários da Prosegur - envolvidos no projeto - tornaram-se testemunhas diretas das melhorias.

Com a reabilitação das escolas e serviços básicos, a aplicação de programas nutricionais, a melhoria educacional e a sensibilização das famílias, o Piecitos Colorados busca combater o abandono escolar, bem como promover o desenvolvimento das comunidades onde está implantado.

Nossas escolas

Fases de intervenção

Melhoria da infraestrutura

Melhoria da infraestrutura

Melhoramos ou reconstruímos as infraestruturas, a fim de alcançar um ambiente adequado para o desenvolvimento educacional e condições higiênico-sanitárias ótimas.

Treinamento nutricional

Treinamento nutricional

Promovemos hábitos saudáveis ​​através da formação e da melhor utilização dos recursos do seu meio ambiente, com o aconselhamento da ONG Nutrition Without Borders.

Melhoria Educacional

Melhoria Educacional

Sem interferir nos planos de estudo oficiais, apoiamos a renovação de ferramentas de ensino e materiais didáticos, facilitando o acesso a novas tecnologias.

Promoção do esporte

Promoção do esporte

Promovemos a prática de esportes para melhorar o desenvolvimento físico dos alunos, bem como educar os valores do trabalho em equipe, esforço e competitividade saudável.

A criatividade como impulsora de mudanças

 

Fundación Prosegur e Fundación Amigos Museu del Prado uniram-se para levar a arte até escolas carentes da América Latina, com o apoio de voluntários do Grupo Prosegur

 

As salas de aula de 31 escolas do programa de Cooperação ao Desenvolvimento Piecitos Colorados (Pezinhos Vermelhos), em 2017, receberam professores muito especiais: 100 colaboradores da companhia que se transformaram em educadores de arte para impulsionar as capacidades criativas dos alunos. O fio condutor para este projeto inovador foram as obras primas do Museu do Prado que despertaram nos alunos a curiosidade e o interesse pela arte. Além disso, esta ação valorizou as manifestações culturais e reforçou a autoestima de 1500 crianças que vivem  em comunidades vulneráveis na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru e Uruguai.

COMO ISSO FUNCIONA? O projeto propõe um CURSO DE INICIAÇÃO À ARTE dividido em quatro aulas que oferece uma viagem no espaço e tempo às crianças participantes e durante o desenvolvimento das atividades, os alunos vão percebendo novas sensações e expandindo seus horizontes culturais.

Os voluntários que exerceram a função de educadores da arte, receberam da Fundación Amigos do Museu do Prado, materiais de apoio como vídeos, apresentações e um Guia de capacitação produzidos pela própria Fundación. O engajamento dos profissionais da companhia frente a este desafio superou todas as expectativas, participaram pessoas de todas as áreas do negócio e das unidades de apoio.

Com muita empatia e adaptação a linguagem à realidade dos alunos, os voluntários usaram ao longo do curso, ferramentas de melhoria contínua, como as auto avaliações dos professores e as pesquisas de satisfação respondidas pelos próprios alunos.

 

 

O IMPACTO gerado com este projeto trouxe valores em todos os agentes implicados. A didática teve um impacto duplo sobre a formação dos voluntários e nos alunos. Além disso, e de forma transversal, o curso trabalhou temas muito importantes como a confiança, as inteligências múltiplas, a imaginação e o pensamento crítico.  O projeto impulsionou o reforço da identidade nas escolas participantes, promovendo visitas a museus e centros culturais nas localidades. Graças ao projeto de Iniciação à Arte, muitos dos Piecitos Colorados tem pisado pela primeira vez em uma pinacoteca. Uma experiência de crescimento pessoal que continua até agora.

¡Descubra esta viagem, aqui!